terça-feira, 1 de abril de 2014

A VERDADE - INTERROGAÇÕES

Arte Anna Razumovskaya
Se procurar dentro de si próprio, a quem, ou ao quê, atribui a responsabilidade pelos seus fracassos, tristezas ou perdas? Ou, inversamente, a dos seus sucessos, alegrias e ganhos? Em suma, pela sua vida.

Olhe-se no espelho, diretamente nos olhos, e pergunte:

OLHAR arte de Lyse Marion
  • Quem sou eu?
  • Sou um vencido, ou um vencedor?
  • Sou uma vítima, ou aquele que toma a batalha da vida nas mãos?
  • O que quero da vida?
  • Quais sãos os valores fundamentais por que me rejo?  Tenho agido de acordo com eles?
  • O que fiz para obter o que mais desejava, queria ou ambicionava?
  • Como elaborei os meus projetos e estratégias?
  • De quem, ou de quê, dependo?
  • Para onde quero ir?
  • O que é que me atrasa?
  • O que é que me dá força?
  • O que é, de facto, importante para mim?~
  • O que é que me faz sorrir?
  • O que é que me faz feliz?
Não se esconda de si mesmo. Não tenha medo de enfrentar o seu mais duro e inflexível juiz. 
A culpa é uma coisa sem qualquer utilidade. Portanto, não se sinta culpado.
Admita os seus erros, mas tente compreender porque errou e, depois, seja compreensivo, consigo mesmo. 
Os nosso erros têm uma utilidade muito prática, ensinam-nos como não devemos fazer as coisas, Já a culpa não nos serve para nada.
Perdoe-se a si próprio. Perdoe os outros. Peça perdão a quem ofendeu, magoou ou prejudicou.
Cada um de nós tem a sua própria "escada da vida" para subir. Assim, é natural que cada um de nós se encontre num degrau diferente. Umas vezes estamos um degrau mais acima do que o "vizinho" do lado, outras, num degrau mais abaixo.
Não exija dos outros o que você próprio não é capaz de fazer. 
Mas exija de si o melhor de que for capaz.
Comece por se respeitar a si mesmo. Em seguida respeite os outros. E todos o respeitarão.
Ame-se a si mesmo e ficará preparado para amar os outros.
Viva intensamente, mesmo nos momentos difíceis, mesmo quando tudo parece perdido. Não desespere.
Vencer-se a si mesmo não é um ato de guerra, é antes a grande batalha da paz.
E, não se esqueça, mesmo quando está só, nunca estará sozinho.



UBUNTU - "Eu sou porque nós somos"

Sem comentários:

Enviar um comentário

Os seu comentários, sugestões, pedidos de partilha, etc. são, para além de muito bem-vindos, essenciais para que seja possível atingir os objetivos para os quais este blog foi criado.