quinta-feira, 26 de dezembro de 2013

LUZ DIVINA

Álvaro Roxo - Portfólio Fotográfico
Naquela noite, longa e fria, de Dezembro,
O manto da noite estava enfeitado de estrelas brilhantes;
As árvores erguiam seu braços para os céus, 
Refetindo a luz, nas sua folhas orvalhadas;
 As águas dos mares e dos rios,
Mansamente, cantavam a vida,
Incansáveis, no seu contínuo ir e voltar;
A natureza adormecida, aguardava a alvorada.
Ao longe, o sol espreguiçava-se  em tons de laranja e rosa.
Então, no firmamento surgiu uma Luz
Misteriosa e diáfana,,,
Mas, nem todos os homens a viram,
Pois, nem todos sabiam Ver, nem Olhar...
Mas ela estava lá, a Luz Divina...
Mais uma vez, confirmando  a Promessa cumprida,
A Eternidade e a Vida...

"Quem tiver ouvidos de ouvir, ouça. Quem tiver olhos de ver, veja". 
Jesus de Nazaré



UBUNTU - “Eu sou porque nós somos”



Sem comentários:

Enviar um comentário

Os seu comentários, sugestões, pedidos de partilha, etc. são, para além de muito bem-vindos, essenciais para que seja possível atingir os objetivos para os quais este blog foi criado.